MODA DE VIOLA
MÚLTIPLA NAS HISTÓRIAS.
ÚNICA NAS TRADIÇÕES.

FAÇA O DOWNLOAD
DA MÚSICA
MODA DE VIOLA 4X4,

O BRASILEIRITMO
DE MAIO.

DOWNLOAD

MODA DE VIOLA 4X4

O sertão de onde nasce nossa música caipira é vastíssimo. E essa música, cuja origem se confunde com o próprio nascimento de um povo, traz disfarçada em sua brejeirice de causos junto à fogueira, temáticas profundas que adentram na mata densa da existência, aquela mesma por onde já andaram Guimarães Rosa e Villa Lobos.

Vão na sela destas canções, de letras e melodias “simples”, os mesmos dilemas e dores das tragédias gregas, vestidas com roupas de meninos da porteira e chicos mineiros, galopando por esta longa estrada da vida.

Aqui na nossa “Moda”, depois de uma introdução quase “boiadeira”, emulo, com uma linha de violas, o pagode alegre e afiado de Tião Carreiro e Pardinho. Depois apeamos. Entramos numa textura mais reflexiva, com cordas e percussão sinfônica, tal como o trenzinho do caipira que lentamente deixa a estação, pra depois acelerar de novo, contente na batida da viola rumo à beleza do sertão profundo.
Daniel Carlomagno
Compositor e Produtor Musical

ETIMOLOGIA

Do latim modus, moda significa “modo”, “maneira". Em português, significa canto, música ou melodia. Aqui, virou sinônimo de música rural ou do sertão.

REGIÃO

Surgiu mais especificamente no interior do Estado de São Paulo e se propagou pelo interior do País, nas regiões Nordeste e Centro-Oeste.

Região Brasileiritmos Marcha-Rancho
Historia Brasileiritmos Marcha-RanchoHistoria Brasileiritmos Marcha-Rancho

HISTÓRIA

Não há uma data exata que determina o surgimento da Moda de Viola. O gênero teve forte influência de cantigas e valsinhas europeias. Aqui, as composições ganharam melodiosos solos de viola com letras de versos extensos, cujas temáticas predominantes tratavam da saga dos boiadeiros e lavradores e das histórias trágicas de amor e morte. 

Em 1910, Cornélio Pires organizou um evento em São Paulo que marcou a chegada do gênero aos grandes centros urbanos, mas apenas nos anos 1930 começou a se tornar popular. Composto em 1925, por Angelino Oliveira, Tristeza do Jeca – o maior clássico da Moda de Viola – foi gravado por Paraguassu, apenas em 1937. Ao longo do tempo, dezenas de intérpretes e duplas sertanejas também registraram a canção em gravações.

Assim, ao ganhar os grandes centros urbanos, a Moda de Viola passou a ser chamada de música caipira, sertaneja ou de raiz. A clássica formação são duas vozes acompanhadas pela viola. 

Algumas duplas começaram a surgir e fazer sucesso nas décadas de 1930 e 1940, mas foram Tonico e Tinoco, já no final dos anos 1950, os responsáveis pela verdadeira explosão da então chamada música sertaneja no mercado. A partir deles, não pararam – e não param até hoje – de surgir duplas sertanejas muito populares, como Chitãozinho & Xororó, Leandro & Leonardo, Zezé di Camargo & Luciano. Todos empregando um estilo mais moderno aos arranjos e com temáticas diferenciadas em suas canções. 

INSTRUMENTOS

Como o próprio ritmo já diz, seu principal instrumento é a Viola, conhecida também como viola sertaneja, nordestina, cabocla ou brasileira. É derivada das violas de Portugal. Quando o gênero evolui para o sertanejo e suas variações, são incorporados instrumentos modernos de bandas, como guitarra, baixo e bateria.

DANÇA

A catira ou cateretê é a dança relacionada à Moda de Viola mais pura. O nome é de origem tupi, mas acredita-se que a dança seja uma mistura das influências afro-espanhola-portuguesa. Dançada pelos peões boiadeiros que marcam o ritmo batendo os pés e as mãos.

Instrumento Viola Brasileiritmos Moda de Viola

PRINCIPAIS ARTISTAS

Almir Sater Brasileiritmos Moda de ViolaCascatinha e Inhana Brasileiritmos Moda de Viola
Alvarenga e Ranchinho Brasileiritmos Moda de ViolaChitaozinho e Xororo Brasileiritmos Moda de Viola
Cornelio Pires Brasileiritmos Moda de Viola
Helena Meirelles Brasileiritmos Moda de ViolaLeandro e Leonardo Brasileiritmos Moda de Viola
Joao Paulo e Daniel Brasileiritmos Moda de ViolaPena Branca e Xavantinho Brasileiritmos Moda de Viola
Renato Teixeira Brasileiritmos Moda de Viola
Sergio Reis Brasileiritmos Moda de ViolaTonico e Tinoco Brasileiritmos Moda de Viola
Tiao Carreiro Brasileiritmos Moda de ViolaZeze di Camargo e Luciano Brasileiritmos Moda de ViolaCornelio Pires Brasileiritmos Moda de ViolaRenato Teixeira Brasileiritmos Moda de ViolaInezita Barroso Brasileiritmos Moda de Viola
Inezita Barroso Brasileiritmos Moda de Viola

DISCOGRAFIA/MÚSICAS

A discografia do gênero é muito extensa quando se considera a Moda de Viola com suas derivações de música sertaneja. Aqui preferimos, então, listar alguns clássicos na essência.
Moda de Viola 4x4 - Daniel Carlomagno e Leograf
(Daniel Carlomagno/ Leograf)
Tristeza do Jeca - Tinoco & Tinoquinho
(Angelino Oliveira)
A Morte do Carreiro - Zé Carreiro & Carreirinho
(Zé Carreiro e Carreirinho)
Rei do Gado - Tião Carreiro & Pardinho
(Teddy Vieira)
Nelore Valente - Dino Franco & Mouraí
(Sulino e Dino Franco)
Moça Boiadeira - Raul Torres & Florêncio
(Raul Torres)
Padecimento - Zé Carreiro & Carreirinho
(Carreirinho)
Sapato 42 - João Mulato & Douradinho
(Paraíso e Caetano Erba)
Bombardeio - Zé Carreiro & Carreirinho
(Zé Carreiro e Geraldo Costa)
Catimbau - Zé Carreiro & Carreirinho
(Carreirinho e Teddy Vieira)
Chalana - Almir Sater
(Mário Zan e Arlindo Pinto)
Chico Mineiro - Tonico & Tinoco
(Tonico e Francisco Ribeiro)
Galopeira - Chitãozinho & Xororó
(Mauricio Cardoso Ocampo)
Prato do Dia - Liu & Léu
(Geraldo Borges)
Tocando em Frente - Renato Teixeira
(Renato Teixeira e Almir Sater)
A Flor Que a Gente Assopra - Almir Sater e Renato Teixeira
(Renato Teixeira)
O Menino da Porteira - Sérgio Reis
(Teddy Vieira e Luizinho)
Moda da Pinga - Inezita Barroso
(Ochelsis Laureano)

ARTISTAS RELACIONADOS

Almir Sater
Alvarenga e Ranchinho
Brás da Viola
Cascatinha & Inhana
Chico Rey & Paraná
Chitãozinho & Xororó
Cornélio Pires
Florêncio Gustavo
Helena Meireles
Henrique & Hernane
Inezita Barroso
Ivan Vilela
João Pacífico
João Paulo & Daniel
João Pernambuco
Juliana Andrade
Leandro & Leonardo
Passoca
Paulo Freire
Pena Branca e Xavantinho
Raul Torres
Renato Teixeira
Roberto Correia
Sérgio Reis
Tião Carreiro
Tonico & Tinoco
Zé Carreiro & Carreirinho
Zé Coco do Riachão
Zé do Rancho
Zezé Di Camargo & Luciano

REFERÊNCIAS

http://dicionariompb.com.br/moda-de-viola/dados-artisticos

http://www.flogao.com.br/clubedaviola/blog/67348

http://fmhits.com.br/como-e-onde-surgiu-o-ritmo-sertanejo/

http://www.infoescola.com/musica/moda-de-viola/

http://musica.culturamix.com/estilos/sertanejo/cantores-de-moda-de-viola-alguns-nomes

http://www.culturacaipira.com/2015/10/25/as-10-melhores-modas-de-viola-de-todos-os-tempos/

RITMOS

Brasileiritmos Leograaf Bossa Nova
Brasileiritmos Leograf Marcha-Rancho
Brasileiritmos Leograf Ciranda
Brasileiritmos Leograf Maracatu
Brasileiritmos Leograf Moda de Viola
Brasileiritmos Leograf Baião
Brasileiritmos Leograf Boi
Brasileiritmos Leograf Frevo
Brasileiritmos Leograf Coco
Brasileiritmos Leograf Choro
Brasileiritmos Leograf Samba